Rua Groenlândia, 508 - Jardim América - São Paulo - SP - 01434-000

Dor

Se você sofre com dores que já duram mais de 2 ou 3 meses, não hesite, procure um especialista em dor!

A partir de três meses essa dor já pode ser caracterizada como dor crônica. Se não tratada, ela pode afetar gravemente a qualidade de vida, provocando incapacidade para realizar as atividades cotidianas e piora significativa do quadro.

De acordo com um estudo envolvendo a Sociedade Brasileira de Estudos da Dor (SBED), a Universidade Federal de Santa Catarina, a Faculdade de Medicina do ABC e um Centro de Dor, cerca de 60 milhões de pessoas no Brasil 🇧🇷sofrem com dor de forma crônica.

O médico especializado no tratamento da dor investiga a fundo o problema, diagnostica adequadamente a origem das dores, ou seja, o que está causando o desconforto, e trata com precisão, dispondo de um leque importante de recursos utilizados na especialidade, como procedimentos minimamente invasivos, bloqueios, toxina botulínica, radiofrequência, entre outros.

Em alguns casos, mesmo dentro de um tratamento de determinada doença (câncer, por exemplo), os pacientes podem sentir uma dor incessante que não alivia com medicamentos já prescritos ou procedimentos adotados, por isso é primordial que um médico da dor integre a equipe que atende o paciente para avaliar, tratar e acompanhar o seu quadro de dor.

Lembre-se sempre: você não precisa suportar dores e conviver com elas. Isso não faz parte, não é normal e há tratamento, que pode, inclusive, contar não só com o especialista, mas também, em conjunto, com fisioterapeuta, educador físico e psicólogo, por exemplo.